domingo, 6 de novembro de 2011

Apagando o ódio

Uma das tristes condições da nossa existência é o erro e por isso todos merecemos uma nova oportunidade para corrigir a nossa conduta.
Foi o que aconteceu com Bryon Widner, um ex skinhead, que encontrou o amor e formou uma família e decidiu apagar o seu passado.


Para pagar as operações, Bryon não pôde recorrer ao seu seguro de saúde, assim a sua esposa Julie, uma ex crente da supremacia da raça branca, foi obter ajuda junto de Daryle Lamont Jenkins, activista anti-racista.

Daryle acreditou na sinceridade de Bryon e organizou uma campanha para angariação de fundos para pagar a operação. Com o dinheiro necessário, Bryon se submeteu a dolorosas cirurgias e o resultado final foi incrível.

Apesar de todos os seus esforços para se tornar uma pessoa melhor, Bryon recebeu ameaças de morte por parte de grupos racistas por os ter exposto à polícia e ter mudado de opinião.

Contudo ele não se arrepende e diz que todo o esforço compensou e o melhor momento que teve foi quando recebeu um abraço de uma mulher negra e ouviu as palavras "Eu te perdoo".




Abaixo segue o vídeo promocional do documentário exibido nos EUA


Sem comentários:

Enviar um comentário