sexta-feira, 14 de agosto de 2015

A vingança do tatu

Um homem tentou matar um tatu com um tiro mas abala fez ricochete e o atingiu no rosto

Hoje venho-vos falar do tatu, não do grupo musical composto por duas moças que eram apenas lésbicas pela fama (ah?!) mas de uma vingança cármica instantânea digna de ser registada que envolveu o animal.

Então, num lugar pedido do Texas com o nome de Marietta tendo o impressionante total de 134 habitantes, um homem decidiu pegar no seu revolver calibre .38 às 3 da manhã e dar 3 tiros num tatu.

O motivo não é claro. Sabe-se apenas, pelo xerife da região, que o homem se cruzou pelo tatu na estrada e que mais tarde, o mesmo tatu entrou dentro da propriedade do homem.

Se o homem pensou que o animal o andava a perseguir ou é apenas um simplório muito tolo, o certo é que depois de premir o gatilho, o tiro bateu no tatu e voltou para atrás atingindo-o no rosto. O ferimento foi tão sério que o homem teve de ser transportado de helicóptero para um hospital próximo onde foi cosido no maxilar. Quanto ao animal ninguém sabe qual foi o destino.

Este indicente não é nada comparado com o que aconteceu quando um genro atingiu a sua sogra por culpa de um tatu. Certo que já ouvi desculpas melhores mas este bate todos pela criatividade e porque é verdade apesar de muito rídiculo.

Na Georgia, um homem atirou contra um tatu que morreu mas o tiro que o atingiu desviou-se batendo numa cerca que depois atravessou a porta da rulote (trailer) da sogra, passou pela poltrona e atingi-a nas costas. Apesar do susto, os ferimentos foram ligeiros e a sogra desculpou o genro pelo azar do destino.

Você conhece alguma história como esta? O que acha disto? Comente abaixo!



Sem comentários:

Enviar um comentário