quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Salvo pela bunda

Toda a tecnologia tem um lado ruim, como utilizar o Facebook para colocar ursinhos com mensagens de bons dias ou frases motivacionais usando imagens aleatórias de fundo e também um lado bom como salvar vidas usando a bunda!
Siri foi activada usando a bunda

Se coisa que os utilizadores de iPhones, iPads e i-paguei-o-meu-em-100-vezes é que a Siri, aquela assistente que vive dentro destes equipamentos pode ser invocada sem que seja necessário lhe tocar com a mão e foi este pormenor que fez toda a diferença na vida de Sam Ray, um jovem de 18 anos dos Estados Unidos da América.

O jovem ficou preso debaixo da camioneta e foi salvo com a ajuda da Siri

O jovem estava a fazer reparações na sua camioneta quando acidentalmente o macaco que a segurava partiu e camioneta caiu-lhe em cima.

Neste momento, a bunda do jovem carregou no botão do seu iPhone chamando a assistente Siri. O jovem aproveitou a oportunidade e pediu que ligasse para as emergências.

O iphone consegue activar a Siri se usar a bunda

Ao fim de 40 minutos finalmente saiu debaixo do veiculo e transportado para o hospital para tratar várias costelas partidas, danos num rim, cortes, concussão e queimaduras no braço esquerdo.

Bom, no final, o que importa é que o jovem está bem e que o iPhone é tão fácil de mexer que até uma bunda consegue o fazer.



terça-feira, 15 de setembro de 2015

Bosta na mata

Após ir cagar à mata, um homem pegou fogo à floresta

Se os incêndios florestais são uma grande bosta imaginem a sensação que é quando um incêndio é começado por uma.

Um ciclista foi multado após ter incendiado uma mata e terem ardido mais de 290 mil metros quadrados em Boise, nos EUA.

O ciclista teve uma súbita vontade de ir defecar e aproveitou que estava bem perto da mata para ir se aliviar. Depois do trabalho feito, lembrou-se que seria uma boa ideia queimar o papel para não deixar aquele presentinho na natureza. Assim, pegou-lhe fogo e tentou rapidamente cobrir com terra.

Só que a boa ideia transformou-se num grande pesadelo quando as chamas do papel higiênico atearam a erva seca transformando-se num incêndio.

As autoridades concluíram (não me perguntem se foi olhando para a arma do crime) que o incêndio teve origem humana mas não sabiam quem o tinha começado. Sentido culpa pelo que fez o ciclista contactou as autoridades e confessou.

O homem agora será responsabilizado pelos danos causados e poderá vir a ter que pagar os custos da extinção do incêndio.

A grande moral desta história é mais vale cagado do que queimado. Lembrem-se disto para a próxima vez que foram para a mata.




domingo, 13 de setembro de 2015

Jurassic World - Trailer legendado

trailer legendado do filme Mundo Jurassico

Para quem é fã da saga "Jurassic Park" deve ter ficado feliz da vida quando disseram que iam ter um novo filme. Desta vez, mudando o nome "Park" para "World", a história segue a mesma linha dos outros com dinossauros à solta, gente fugindo pela suas vidas e quem ache que uma simples arma consegue abater aqueles gigantes pré-históricos.

O parque foi reformado trazendo à vida novos dinossauros e todo o encanto pela ciência. Multidões vão ver aqueles animais na aventura das suas vidas.

Para conseguir manter o interesse do público, os cientistas criaram um híbrido chamado Indominus Rex que conseguiu escapar e em sequência outros dinossauros também vão ficando em liberdade trazendo muita emoção.

O filme foi tão bom em bilheteira que já está prometida a continuação deste filme, o que para mim, que amei, adorei, delirei com as cenas de acção não poderia estar mais feliz.


Depois de ver o filme percebi a piada que fizeram com este filme, uma paródia com o facto de uma das personagens do filme estar sempre de salto alto mesmo quando estava a fugir de dinossauros.

Veja abaixo e divirta-se:




sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Animais deficientes


A beleza está no olho de quem olha e de quem sente. Alex Cearns é um fotógrafo australiano que tira fotografias de animais e ele escolheu os modelos ideais para tocar no coração.

Abaixo segue uma colecção das suas fotografias de animais que foram mutilados, abusados, que estão doentes ou que nasceram diferentes mas que nem por isso perderam a sua beleza.

Estas são criaturas preciosas e únicas que espero que ensinem que o mais maravilhoso deste mundo não é ser perfeito mas ser amado.





terça-feira, 1 de setembro de 2015

A história do pó compacto

Beleza, aquele objectivo sagrado é conseguido por muitos com a ajuda de cosméticos mas o que talvez não saibam é que um dos pós compactos mais famosos do mundo teve uma estranha origem.

a história do pó compacto


No início do cinema a preto e branco o tipo de película usada era tão cruel que alguém com sardas parecia salpicada de lama, um batom vermelho sedutor era transformado num tom negro gótico e os olhos azuis pareciam sem cor.

Do problema dos actores pareceram criaturas estranhas de outra dimensão nasceu então a maquilhagem de cinema na qual começaram a usar vaselina, óleo vegetal ou creme como base a que se adicionava um corante, como pó de tijolo ou paprica para que a pele tivesse um tom mais natural, uma cor branca para esconder o feio queixo duplo e o batom para fazer umas covinhas no rosto. Depois para esconder o brilho daquela mistura aplicavam um pó que secava ficando como uma espécie de barro em cima do rosto.

O problema é que ao franzir a testa ou nos movimentos naturais do rosto a maquilhagem poderia estalar ficando muito feito no filme.

Eis que surge Max Factor, um judeu polaco, dono de uma loja de perucas e acessórios de teatro, que desenvolveu os meios para criar uma maquilhagem flexível que superava os problemas das anteriores.

A lpja de max factor onde ele fabricava cosméticos


Como as películas de cinema e mais tarde os sistemas de televisão usavam uma forma de captura das imagens muito diferente do que é hoje os actores eram maquilhados pelo Max Factor usando cores que não eram nada realistas e que faziam eles se parecerem autênticos zombies fugidos do manicómio comportando-se como gente normal.

Esquema de cores para maquilhagem para película preto e branco e cores

Max foi aperfeiçoando a sua técnica e desenvolveu um medidor do rosto que servia para detectar as imperfeições nas proporções e que depois mascarava com a maquilhagem. Ao aparelho chamou-lhe calibrador de beleza.

Uma das invenções de Max Factor foi o medidor de rostos

O instrumento que parece inspirado nos equipamentos de tortura medieval deu-lhe a possibilidade de explorar e aumentar mais o seu negócio tornando-se bastante famoso. Desenvolveu produtos cosméticos que mulheres e homens do mundo inteiro usam como lápis para as sobrancelhas, lip gloss e correctivo.

Max Factor maquilhando uma actriz com os seus produtos

Um novo problema vinha a caminho, o filme a cores que poderia destruir por completo o negócio de Max Factor. Os seus produtos tinham dois problemas, um deles e mais óbvio eram as cores usadas o segundo é que eram tão gordurentas que ficavam muito feias.

Max conseguiu então criar um pó compacto rosado que dava um ar elegante e saudável à mulher chamado Pancake (panqueca) que se tornou um enorme sucesso de vendas.

Anúncio antigo do pó pancake de max factor
Maquilhagem panqueca inventada por Max Factor

Um génio, assim se pode descrever Max Factor, que apesar de emigrado para um país estranho, que nunca dominou por completo o inglês deixou a sua marca na história e mudou a vida de milhões em todo o mundo.

Vocês conheciam a história de Max Factor? O que acham dela?