quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Viver sem braços



Linda e Tommy dos EUA nasceram com o síndrome de Holt Oram que os fez nascer sem braços e apesar de todas as dificuldades eles conseguem ter uma vida normal.

O  síndrome de Holt Oram é uma doença genética no qual, se um dois pais tiver a doença, a probabilidade dos filhos de a ter é de 50%. Para terem mais ou menos noção do que isto representa imaginem enfiar um arame dentro de um dos buracos de uma tomada eléctrica, ou apanham um choque ou não.



Apesar da visível deformidade causada pela doença há também um outro perigo associado, o de problemas cardíacos que os portadores de Holt Oram sofrem.

Os problemas parecem muitos mas viver com eles é algo que poucos imaginam. Linda e Tommy, mãe e filho com o mesmo síndrome, parecem dar uma lição de vida aos restantes que não vivem com uma deformação limitante. Para eles, a vida é absolutamente normal e a diferença parece que não os afecta.



Linda tenta ao máximo ensinar o seu filho que ele é como os outros e que o seu corpo não deve ser uma barreira que o impeça de atingir os seus sonhos. Vive preocupada que ele não encontre alguém que o vá amar, tal como o seu marido a ama, mas sabe que com a tenra idade do filho agora ainda não é o momento de se preocupar com isso.






Sem comentários:

Enviar um comentário