quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Pai tenta matar filho com HIV

Em 1992, Brryan Jackson com apenas 11 meses, enfrentou a cruel vingança de um pai que nunca o amou.



Jenniffer, a sua mãe, separou-se de Brian Stewart, o pai de Brryan, após ele se ter tornado física e verbalmente abusivo. A mudança no comportamento de Stewart aconteceu depois de ele ter regressado da Guerra do Golfo. Instável emocionalmente, Stewart exigiu um teste de paternidade que confirmou que ele era mesmo o pai da criança.

Desfeita pretensão de não reconhecer o seu filho, Stewart começou uma batalha pela pensão de alimentos. A sua intenção era não pagar qualquer montante a Jenniffer. Frustrado ele montou um esquema cruel.

Stewart trabalhava num laboratório de análises clínicas, tendo acesso a amostras de diversos pacientes. Ele selecionou amostras contaminadas com HIV e decidiu infectar o seu filho. O seu plano era bastante simples, matar Brryan para nada pagar.

sangue contaminado com HIV
Pai tentou matar filho com HIV

Brryan certo dia foi hospitalizado por causa de um ataque de asma e Stewart, aproveitando a oportunidade de ficar sozinho com o filho, decidiu pôr o seu plano em prática.

Ele injectou o filho com a amostra contaminada, e para piorar a situação, injectou-o com um tipo de sangue incompatível fazendo que os seus sinais vitais ficassem a níveis críticos. Só regressou a casa depois de ter estabilizado.

Desta forma ele cumpriu a sua terrível promessa:

”Quando eu te deixar, eu vou te deixar de vez, e não vou deixar qualquer ponta solta ou laços para trás”

Com o passar do tempo o quadro clínico degradou-se, durante quatro anos ninguém sabia o que Brryan tinha até que um médico se lembrou de fazer o teste. O plano de Stewart foi descoberto e para o seu filho começava uma nova etapa.

palestrante fala sobre HIV
Hoje ele é palestrante motivacional

Ele tomou diversa medicação que levou a uma perda auditiva e consequentemente a dificuldade na fala, mas recuperou ao ponto que hoje, passados mais de duas décadas sobre o fatídico incidente toma apenas um comprimido por dia. Brryan superou o terrível diagnóstico de uma morte certa pelo virus.

O pai foi condenado a prisão perpétua em 1998. Hoje em dia Bryyan vive como palestrante motivacional e o seu sonho é ser pai.





quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

O curioso caso da candidata a Vereadora

Nas eleições de 2016 a vereador, aconteceu algo insólito na história do Brasil. Edilmar Quintão, candidata em Guajará-Mirim fez toda a sua campanha com um número de voto errado.

Candidata a vereadora fez campanha com o número errado


Para os nossos leitores fora do Brasil e que não conhecem o sistema, o voto é feito com base num número que é dado ao candidato. No dia da eleição, o número é introduzido na urna eletrónica sendo que se pode conferir se o número está certo com a fotografia que aparecer no ecrã.

Quando Edilamar Quintão foi votar e viu que a sua fotografia não apareceu ela pediu ajuda ao mesário para ver o que se passava. Para seu pavor, o número que ela pensava ser o seu e que ela anunciou durante toda a campanha estava errado.

Edilamar Quintão fez campanha com o número errado


A situação é bastante constragedora para ela que ficou a ser alvo de piadas:
“Às vezes, tenho vontade de sumir. Estou tomando calmante para esquecer essa situação, mas não me sinto bem quando penso em tudo o que aconteceu. Percebo o riso de deboche das pessoas quando saio na rua, até dentro do partido as pessoas me pararam e falaram ‘E aí, vereadora’ rindo”

Ela culpou o seu partido,  o Partido Trabalhista Nacional, pela total falta de apoio, o partido se defendeu dizendo que era responsabilidade da candidata verificar se o número escolhido estava certo

“Estou me sentindo lesada. Não tive assessoramento do partido em nenhum momento, fiz toda a minha campanha sozinha e debaixo de sol. Entendo que o erro foi meu também, mas o partido não me ajudou, sendo que eles tinham acesso ao meu número no TRE”
No final das votações, ela ainda conseguiu ter 3 votos e não ficar em último lugar. O futuro de Edilamar na política ainda é incerto pois não sabe se vai continuar.






quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Dossier Geipan - Os ficheiros secretos franceses

Já ouviu falar do projeto Blue Book, a investigação feita pelos Estados Unidos acerca do avistamentos de OVNIS? Fique sabendo que na França também decorreram várias investigações e a sua publicação ficou conhecida pelo nome Dossier Geipan.

ovnis em frança


França é provavelmente o único país europeu a manter um departamento exclusivamente dedicado a investigar aparições de objetos voadores não identificados. Fundado em 1977 o departamento Geipan chamou a si a atenção mundial quando em 2007 decidiu tornar público cerca de 1650 casos e mais de 6500 testemunhos relacionados com o tema OVNI.


O grupo esteve bastante ativo, especialmente entre 1979 a 1983, tendo nesta altura 10 elementos a trabalhar e investigou os famosos casos ocorridos em Trans en Provence e em L'Amarante.

frança investigou o avistamento de objectos voadores não identificados


O corpo de investigação Geipan conduziu várias pistas de avistamento de discos voadores, tendo acesso a documentos relacionados com planos de voos de aviões comerciais e militares e contactos com os controladores do tráfego aéreo. Cerca de 400 destes casos permanecem sem solução. Este número corresponde a cerca de 28% dos casos estudados.

A verdade estará mais perto de ser conhecida?






quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Mulher dá golpe em vinte homens

No amor tudo vale? Quase tudo, especialmente se o amor estiver ausente. Uma mulher levou a sério a sua missão para conseguir ter o possível dos homens com quem ela namorou.

mulher dá o golpe em vinte homens para conseguir pagar a sua casa.

Xiao Li, uma mulher chinesa, aplicou um golpe em vinte homens com quem ela namorou ao mesmo tempo. Ela pediu a cada um deles para lhe dar um iphone 7. Quando ela recebeu os equipamentos foi até uma loja vende-los. 

Na loja, ela entregou os equipamentos dos quais mais de 10 nem sequer tinham sido abertos. No total ela conseguiu obter um lucro de 120 mil yuans.

Com o dinheiro da venda ela conseguiu liquidar o empréstimo da casa dos pais. Os pais são pobres e moram numa zona rural da China e sempre tiveram os sonho de ter casa própria. Ela sendo a filha mais velha sempre se sentiu pressionada a ajudá-los.

Os colegas de trabalho não conseguem acreditar como ela conseguiu fazer algo assim . Eles a descrevem como alguém afável e bastante aplicada no trabalho. Quando ela publicou as fotos da sua casa em Shenzhen na rede social WeChat tudo foi descoberto.

A história foi partilhada em fóruns, muitos questionam a sua eficiência na gestão de tempo para conseguir namorar vinte homens ao mesmo tempo e alguns questionam o seu próprio fracasso amoroso considerando a facilidade com que ela conseguiu arranjar os namorados.

Você acha que tudo vale no amor?





segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Vídeo da semana: Ladrão arrependido

ladrão arrependido pede desculpa quando foi apanhado pelas câmaras de vigilância



Ladrão arrependido pede perdão por acontecemcoisas