quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

O curioso caso da candidata a Vereadora

Nas eleições de 2016 a vereador, aconteceu algo insólito na história do Brasil. Edilmar Quintão, candidata em Guajará-Mirim fez toda a sua campanha com um número de voto errado.

Candidata a vereadora fez campanha com o número errado


Para os nossos leitores fora do Brasil e que não conhecem o sistema, o voto é feito com base num número que é dado ao candidato. No dia da eleição, o número é introduzido na urna eletrónica sendo que se pode conferir se o número está certo com a fotografia que aparecer no ecrã.

Quando Edilamar Quintão foi votar e viu que a sua fotografia não apareceu ela pediu ajuda ao mesário para ver o que se passava. Para seu pavor, o número que ela pensava ser o seu e que ela anunciou durante toda a campanha estava errado.

Edilamar Quintão fez campanha com o número errado


A situação é bastante constragedora para ela que ficou a ser alvo de piadas:
“Às vezes, tenho vontade de sumir. Estou tomando calmante para esquecer essa situação, mas não me sinto bem quando penso em tudo o que aconteceu. Percebo o riso de deboche das pessoas quando saio na rua, até dentro do partido as pessoas me pararam e falaram ‘E aí, vereadora’ rindo”

Ela culpou o seu partido,  o Partido Trabalhista Nacional, pela total falta de apoio, o partido se defendeu dizendo que era responsabilidade da candidata verificar se o número escolhido estava certo

“Estou me sentindo lesada. Não tive assessoramento do partido em nenhum momento, fiz toda a minha campanha sozinha e debaixo de sol. Entendo que o erro foi meu também, mas o partido não me ajudou, sendo que eles tinham acesso ao meu número no TRE”
No final das votações, ela ainda conseguiu ter 3 votos e não ficar em último lugar. O futuro de Edilamar na política ainda é incerto pois não sabe se vai continuar.






1 comentário:

  1. Edilamar. Se o número não ajudava, o nome também não, com todo respeito.

    ResponderEliminar