Mulher vê pessoas se transformar em dragões 🐲

BrightBurn - E se o Super-Homem fosse do mal

O filme Brightburn é um filme bastante curioso que explora a ideia do que poderia acontecer se o Super-Homem abraçasse o lado negro.

Mas será um bom filme?

(spoilers a partir daqui)

Em resumo

A história do filme é uma cópia explícita da história do Super-Homem. Um casal sem filhos decide acolher um bebé alienígena e cuidar como um filho.

Os pais desde de cedo notaram algumas capacidades que o tornam diferente, como nunca ter sangrado ou se magoado.

E depois, o adolescente começa a explorar as suas habilidades como voar, a força sobre-humana e a visão laser.

Mas as coisas mudam a partir daqui. Contrariamente ao Super-Homem, Brightburn explora o apelo do poder e como isso pode transformar uma pessoa para o mal.

Apesar de no filme se dar a ideia de que ele foi enviado para conquistar o mundo e que é de alguma forma inevitável para Brandon Breyer (Jackson A. Dunn), o vilão da história, fugir desse destino, o filme metaforicamente fala como o poder pode transformar a personalidade de alguém que acaba por subjugar, maltratar ou desprezar aqueles que não estão na mesma posição.

O filme não entra em detalhe neste tema e a história é bem linear. Os personagens não têm profundidade e por vezes chegam a ser um pouco tolinhos.

Por outro lado o filme tenta compensar esse facto com cenas de violência gráfica que nos fazem contorcer na cadeira e desviar o olhar.

O final, sem surpresas, acaba por mostrar a ascensão do vilão com ataques mais ousados e sem medo de se expor.

Algo a se dizer é que o filme teve um orçamento de 6 milhões de dólares mas parece ter sido bem mais dispendioso. Os efeitos especiais são bastante interessantes não parecendo uma produção de baixo orçamento tendo em conta o habitual para Hollywood.

Vale a pena?

Esta é uma pergunta muito difícil de responder porque o filme é bem simples mas não deixa de ter um conceito interessante.

As cenas de violência gráfica, a personalidade perturbadora do vilão com a sua cara inexpressiva criam uma tensão durante todo o filme que nos prende.

O filme cumpre o propósito de entreter e no fim das contas isso é o mais importante.

Nota final:
🎥⭐⭐⭐

Comentários