Condutor apanhado a dormir em carro em piloto-automático 🚗

The boys - Temporada 1

O conceito de que super heróis são aqueles que têm super poderes e fazem o bem pela Humanidade é totalmente destruído pela série "The Boys" da Amazon.

A série nos apresenta um grupo selecto de super heróis, que são caricaturas de alguns bem conhecidos de outros universos. Por exemplo "Capitão Pátria" (original: Homelander) é a caricatura do Super-Homem, "Rainha Maeve" (original: Queen Maeve) da Mulher Maravilha, o Trem Bala (original: A-Train) do Flash e o Profundo (original: Deep) do Aquaman.


A imagem pública que estes super-heróis têm, de heroísmo e altos valores morais, não é a mesma que têm em privado. O mundo desconhece a sua face oculta e a partir deste lado que começamos por conhecer a sua perversão.

A suas imagens imaculadas desaparecem desde do primeiro episódio e é à custa da destruição dos heróis que a série se constrói.

As perspectivas bem curiosas e interessantes de como o poder nos corrompe, o que fazemos para o manter e o como os desejos de vingança nos transformam são bem exploradas.


Brilhantemente escrita de forma humorística, vemos que não há limites para o que alguns fazem para esconder as suas fraquezas e manter o poder, nem que isso tenha de ser feito à custa do sacrifício dos outros. Sem limites também é o que a série nos mostra.

Recheada de violência, por vezes demasiado gráfica, as suas cenas absurdas, a nudez e momentos que são intencionalmente escritos para nos chocar fazem desta série um must-see.

No fim da temporada acabamos com uma réstia de esperança de que o poder não corrompe todos.


Comentários