domingo, 29 de maio de 2016

Vídeo da semana: Hoje não (o prédio está em chamas)

Remix de entrevista sobre incêndio em prédio



Hoje não (o prédio está em chamas) por acontecemcoisas




quinta-feira, 26 de maio de 2016

As luzes mais estranhas do planeta - parte I


No mundo há fenómenos muito estranhos, tanto mais que muitos deles, quando alimentados pela superstição se tornam verdadeiros enigmas.

As mais estranhas e raras luzes na Terra


Conheça agora algumas das luzes mais estranhas do planeta.

Fogo de Santelmo

o fenómeno do fogo de santelmo


O Fogo de Santelmo é um fenómeno muito curioso. Ele aparece como uma luz azulada e era bastante comum surgir nos mastros dos navios.

fogo de santelmo nas embarcações

Causado pela diferença de potencial atmosférico, o seu aspecto é de uma faísca azulada. Os antigos navegadores viam este "fogo" como um bom sinal e acreditavam que acalmava as tempestades.

Ele pode também ser observado em aviões, durante tornados nos objectos afiados ou nos cornos de animais durante a trovoada. Geralmente inofensivo, é um fogo que não queima mas que antigamente causava inquietação nas embarcações ao alterar a direcção das bússolas que estavam a bordo.

Abaixo fica segue o exemplo:



Quem não acreditou que o fenómeno era benigno foi Luís Vaz de Camões que num dos seus versos nos Lusíadas descreve o aparecimento do Fogo de Santelmo com uma tromba marítima.
"Vi, claramente visto, o lume vivo / Que a marítima gente tem por santo,
Em tempo de tormenta e vento esquivo, / De tempestade escura e triste portanto.
Não menos foi a todos excessivo / Milagre, e cousa, certo, de alto espanto,
Ver as nuvens, do mar com largo cano, / Sorver as altas águas do Oceano."

Fogo-fátuo

fogo-fátuo é causado pela combustão de gás metano

O fogo-fátuo é um fenómeno comum em pântanos e cemitérios, ou seja, onde há material em decomposição. As folhas ou os cadáveres quando apodrecem libertam gás metano que se incendeia e causa a ilusão de uma luz que vagueia perdida no escuro.

No folclore é conhecido na versão em inglês como will-o'-the-wisp, no Brasil como Boi-tatá. Nas duas versões o objectivo deste ser sobrenatural é cruel, tenciona trazer a morte a quem se cruza com ele, contudo convém ressalvar que enquanto o will-o'-the-wisp age por pura maldade levando as pessoas guiadas pela curiosidade em saber que luz brilha no escuro para penhascos, areias movediças ou afogar as suas vítimas em rios e poços, o Boi-tatá surge como um vigilante das matas agindo por vingança a quem incendeia as florestas.

Luz misteriosa que nos segue no escuro


O fogo-fátuo chegou a ser descrito, ainda em 1560, pelo jesuíta português José de Anchieta:
"Junto do mar e dos rios, não se vê outra coisa senão o boitatá, o facho cintilante de fogo que rapidamente acomete os índios e mata-os."
O fenómeno tem um explicação racional, ou pelo menos é aquilo que cientificamente conseguimos encontrar mais próximo do que as tradições nos contam.

combustão de gás metano nos pântanos


Raios globular

Raio globular

O raio globular ou raio bola é um estranho fenómeno ainda pouco estudado no qual uma bola, de tamanho variável e que dura muito mais do que um raio comum, flutua pelo ar e no final pode explodir.

Não há muitas evidências pois trata-se de um acontecimento muito raro porém existe várias histórias sobre o assunto.

Quando era novo, meus familiares contaram-me várias histórias sobre raios que entravam na casa das pessoas e que rodavam pela casa toda destruindo o que aparecia pela frente, no final saiam pela chaminé ou rebentavam.

Na altura, apesar do impressionante relato, não lhe dei credibilidade. Como poderia um raio se sustentar no ar, pensei eu. Vim a descobrir com o tempo que os relatos não são tão despropositados como parecem.

Raios bola ou globulares são fenómenos raros e potencialmente periogosos


As fotos reais e vídeos dos fenómenos parecem existir, uma dos mais famosas é a que se encontra em baixo. Podemos ver a bola amarela da qual se solta uma cauda eléctrica.

fotografia de um raio globular

Prometemos um dia dedicar um artigo aqui no blog só para os raios globulares mas até lá fiquem com um vídeo de alguns que já foram captados:


Raios globulares por acontecemcoisas




domingo, 22 de maio de 2016

Vídeo da semana: Fogo no Faustão

a invenção que correu mal no Faustão



Fogo no Faustão por acontecemcoisas



quarta-feira, 18 de maio de 2016

Nina Kulagina, a paranormal russa

O mundo é um lugar de mistérios e por vezes a verdade fica num sítio difícil de alcançar. Será que aquilo que temos como possível e impossível é tão linear?

Nina Kulagina a paranormal russa

Nina Kulagina, que viveu entre 1926 a 1990, tornou-se mundialmente famosa pelas suas habilidades extraordinárias e estudadas pela agência secreta russa, o KGB.

Ela ficou conhecida pelos seus poderes mentais, ela era capaz de mover objectos com a mente. O KGB, para ter a certeza das suas reais capacidades, testou-a em laboratório sob um ambiente controlado para evitar qualquer tipo de fraude.

Nina Kulagina era capaz de mexer objectos com a mente

Se mexer objectos já é espectacular, o que o KGB descobriu foi ainda mais arrebatador.

No principio colocaram uma redoma sobre os objectos, e ela os conseguia mexer, colocaram-na numa gaiola de Faraday para a isolar de qualquer campo electromagnético externo e mesmo assim conseguiu repetir os feitos.

A curiosidade levou os cientistas a uma pergunta cuja resposta obtida é assustadora. Se ela consegue mexer objectos será que consegue afectar seres vivos?

O poder da mente

O dia do teste chegou a 10 de Março de 1970. Numa sala Nina Kulagina iria ter os seus batimentos cardíacos medidos juntamente com os de um sapo. O teste teve o objectivo de descobrir se ela conseguia causar algum tipo de efeito no animal.

Os cientistas espantados viram que ela era capaz de acelerar, abrandar e mesmo parar o coração do animal. O próximo passo seria repetir a experiência com um ser humano.

Psicocinese, o poder de mover objectos com a mente

Nunca se provou como uma fraude, porém também nunca se sujeitou a testes por outras entidades o que levou a muitos a acusar a União Soviética de propaganda, numa tentativa de reclamar para si o título de raça telepata numa altura em que decorria a guerra espacial.

Negamos a verdade diante dos nossos olhos ou tememos o engano?


Telecinese - Nina Kulagina por acontecemcoisas




domingo, 15 de maio de 2016

Vídeo da semana: Leva com o sinal




Leva com o sinal por acontecemcoisas



quarta-feira, 11 de maio de 2016

O padre exorcista


O Diabo anda por aí? Muito diriam que sim e em especial quem já o encontrou. A FOX criou em Portugal uma mini-série chamada "Diabo no Corpo" dedicada a casos de possessão em Portugal.

No vídeo abaixo podem ficar a conhecer a história do Padre Duarte Sousa Lara, que aprendeu o ritual com o exorcista oficial do Vaticano e o acompanhou durante 10 anos. Em 2008 mudou-se para Lamego onde faz exorcismos às sextas-feiras.

Lidou com centenas de casos, alguns bastante graves, e curiosamente alguns recomendados por psiquiatras. Para a grande maioria há algo em comum, o afastamento da prática religiosa, a consulta de bruxos, adivinhos e videntes e serem vítimas de bruxaria causada por inveja, zangas ou simplesmente por terem feito algo contra a vontade de alguém.

Os sintomas de possessão costumam ser variados e precisam de, antes avançar com o ritual, de se ter a certeza de que a pessoa está sobre influência diabólica. O Padre Duarte tem uma equipa na qual integram um psicólogo e um psiquiatra que o ajudam na tarefa. Os sintomas começam subtis mas com o passar do tempo se intensificam. Estalos que se ouvem durante a noite, vultos, som de água a correr sem as torneiras estarem abertas, cheiros anormais, aparelhos eléctricos que se ligam e desligam.

Vai piorando até começarem a ter alucinações, adivinhar coisas e falar em línguas estranhas e desmaios.

O Padre Duarte continua a desempenhar as suas funções em Lamego.






domingo, 8 de maio de 2016

Vídeo da semana: Mulher cai em buraco




Queda no buraco na TV por acontecemcoisas



quarta-feira, 4 de maio de 2016

Asilos na Indonésia


Em alguns países a doença mental é vista por algumas partes da sociedade como uma vingança de Deus ou algo embaraçoso e vergonhoso que tem que ser escondido. Muitas das vezes os doentes mentais são "explorados" em trabalhos não remunerados trabalhando na lida doméstica ou na lida do campo sem que lhe sejam respeitados os seus direitos ou abandonados à sua sorte num asilo.

Para um documentário, Andrea Reese investigou durante 2 anos as condições de um asilo e ficou horrorizada com o que encontrou.

As condições precárias, imundas não respeitam de forma alguma a existência humana.

Veja as fotos, clique para aumentar: